“Trilha do Evangelho”: Israel inaugura passeio que segue os passos de Jesus

10-12-2011 01:52

Governo israelense acredita que nova opção de turismo atrairá cristãos para a região.

 

“Trilha do Evangelho”: Israel inaugura passeio que segue os passos de Jesus

Do alto de Tel Kinrot, uma colina perto do mar da Galileia, Winston Mah virou o rosto para a direita e viu bananais na borda do lago de água doce e calma. À sua esquerda, na colina oposta, está o majestoso Monte em Tabga, onde, segundo a tradição cristã, Jesus fez o famoso Sermão do Monte.

“Esta é uma experiência única”, disse o peregrino, olhando para um pescador solitário na beira da água. “Esta é a visão que Jesus deve ter visto, o caminho que pode ter caminhado, a água sobre a qual ele andou. É um privilégio andar em seus passos.”

“Uma coisa é ler sobre os lugares bíblicos sentado em um banco da igreja”, disse Mah. “Mas é completamente diferente estar nos lugares mencionados na Bíblia”, concluiu com a voz cheia de admiração.

Um grupo da igreja de Winston Mah estava entre os primeiros turistas a conhecer a recém-inaugurada “Trilha do Evangelho”, que se estende por 39 quilômetros de vias integradas na região da Galileia.

Criado pelo Ministério do Turismo de Israel e o Fundo Nacional Judaico, o projeto tem o apoio total de líderes cristãos, cujos rebanhos se beneficiam dessas opções turísticas.

“Nossa esperança é que esta trilha trará muito mais peregrinos cristãos para a Galiléia, onde Jesus viveu e desenvolveu a maior parte do seu ministério”, disse o bispo Boutros Muallem, o arcebispo emérito da Galileia, que participou de abertura festiva da trilha a bordo de um barco no Mar da Galileia.

Cerca de 150 mil cristãos árabes vivem em Israel, a grande maioria deles na região da Galileia, no norte do país. Muitos cristãos emigraram para a Terra Santa vindos de diferentes lugares no Oriente Médio, em busca de estabilidade econômica e de paz.

Agora que a situação política está relativamente calma, e um número recorde de turistas visita Israel, os cristãos locais estão se beneficiando com o comércio, apontam as estatísticas do governo.

Dois em cada três turistas que visitam Israel são cristãos, segundo o Ministério do Turismo. Liderando um grupo de jornalistas por um trecho da trilha que pode ser feita a cavalo, o ministro Stas Misezhnikov disse que a “Trilha do Evangelho” é um dos principais meios para maximizar o potencial turístico da região em torno do Mar da Galileia”.

“Isso vai incentivar o crescimento econômico no Norte, criando novos empregos”, disse ele, “e um aumento na renda dos moradores”.

A Trilha do Evangelho não é a primeira criada para turistas cristãos na região. O caminho de 40 quilômetros que procura seguir os passos de Jesus começa na cidade de Nazaré, na casa que seria de Maria e José, e termina no Mar da Galileia. Passando pelos montes de Arbel, onde ocorreram muitas batalhas antigas; as antigas ruínas de Betsaida, uma vila de pescadores onde viveram os discípulos Pedro, André e Filipe; Cafarnaum, onde teve início o ministério de Jesus na Galileia; e Caná, onde Jesus fez seu primeiro milagre.

O percurso passa por Magdala, identificado nos Evangelhos como a casa de Maria Madalena, e o Monte das Bem-Aventuranças, onde uma igreja antiga, cercada por árvores e áreas especiais para a oração, um dos lugares mais marcantes do ministério de Jesus.

Nos próximos meses, o governo espera que agências turísticas vendam pacotes para que as pessoas conheçam a Trilha sabendo que os empresários locais irão oferecer de tudo, desde acomodações confortáveis até bons restaurantes.

Um dos seus maiores atrativos é a beleza natural da região da Galileia. Suas colinas são pontilhadas com cidades e aldeias, vacas, ovelhas e oliveiras. É possível percorrer todo o trajeto em cerca de quatro dias.

Em Tel Kinrot, que fazia parte da principal rota de comércio entre o Egito antigo e a Síria, ao noroeste do Mar da Galileia, um peregrino italiano chamado Stefano olhou para as ruínas arqueológicas e exclamou: “Estou muito feliz por estar nesta Trilha e ver os locais onde Jesus viveu e todos esses sítios arqueológicos. Isso me ajuda a agradecer a Deus pelo que Ele faz na minha vida.”

Traduzido e adaptado por Gospel Prime de Huffington Post

Voltar

Procurar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons enki22, broo_am, broo_am  © 2009 Amauri Galvão - Todos os direitos reservados.