Pesquisador que encontrou o Titanic descobre evidências do dilúvio bíblico

18-12-2012 13:30

Pesquisador que encontrou o Titanic descobre evidências do dilúvio bíblico

O explorador subaquático Robert Ballard, que ficou famoso no mundo inteiro por encontrar o Titanic, falou recentemente de suas novas descobertas, que viriam a evidenciar o relato bíblico do dilúvio.

Em entrevista à Christiane Amanpour, na ABC, Ballard afirmou ter descoberto evidências de que uma civilização foi destruída por uma grande inundação que coincide com o relato bíblico. De acordo com o pesquisador, em uma pesquisa realizada na Turquia, ele encontrou evidencias de uma antiga civilização arrastada por uma inundação monstruosa

- Não se trata de um movimento lento, como o nível do mar – explicou Ballard, ao afirmar que as evidências apontam para um dilúvio.

Com o uso de tecnologia robótica avançada, sua equipe está sondando as profundezas do Mar Negro na costa da Turquia, em busca de vestígios de uma antiga civilização escondida debaixo d’água desde o tempo de Noé.

Com essa tecnologia, o pesquisador consegue “viajar” cerca de 12.000 anos atrás, em uma missão arqueológica marinha, para a época em que grande parte da Terra estava coberta de gelo. Segundo ele, que quando o gelo começou a derreter, grandes inundações poderia haver ocorrido em todo o planeta.

Ballard e sua equipe trabalham suportados pela teoria proposta por dois cientistas da Universidade de Columbia, que acreditam que o Mar Negro já foi um lago de água doce isolado, até que foi inundado por uma enorme parede de água vinda do mar Mediterrâneo. A força da água teria sido 200 vezes maior do que as cataratas do Niágara, varrendo tudo em seu caminho.

- Foi provavelmente um mau dia. Por algum momento tudo se inundou violentamente e 150.000 quilômetros quadrados de terra afundaram – afirmou o pesquisador.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Voltar

Procurar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons enki22, broo_am, broo_am  © 2009 Amauri Galvão - Todos os direitos reservados.