Nova descoberta arqueológica dos tempos de Jesus em Jerusalém

07-08-2014 13:49
Nova descoberta arqueológica dos tempos de Jesus em JerusalémNova descoberta arqueológica dos tempos de Jesus

Durante as obras de ampliação de uma rodovia entre Jerusalém e Tel Aviv, arqueólogos descobriram fragmentos de cerâmica e moedas datados da época do Segundo Templo, provavelmente durante os dias de Jesus.

Em uma casa, foi encontrada uma caixa de cerâmica contendo 114 moedas de bronze. Sua data é o quarto ano da Grande Revolta dos judeus contra os romanos, antes da destruição do Templo construído pelo rei Herodes.

Pablo Betzer e Eyal Marco, diretores da escavação da Autoridade de Antiguidades de Israel, acreditam que essas moedas foram enterradas vários meses antes da queda de Jerusalém, no final da rebelião, em 70 dC.

“Obviamente alguém temia que o fim estivesse chegando e escondeu suas posses, talvez esperando recolhê-las mais tarde, quando a paz fosse restaurada na região”, afirmou um dos diretores.

Em um dos lados as moedas têm estampado um cálice e a inscrição em hebraico “Para a redenção de Sião”. Do outro lado, trazem a inscrição “quatro anos”, o que significa o quarto ano da Grande Revolta, e trazem a imagem de um lulav e dois etrogs, alimentos típicos para representar o Sucote, a Festa dos Tabernáculos.

Os arqueólogos dizem que os moradores originais do local agora escavado, assim como a maioria das aldeias judaicas na Judeia, envolveram-se nas duas principais revoltas contra os romanos, tanto a Grande Revolta (ano 70) quanto a Rebelião de Bar Kochba (entre 132 e 135). Devido à sua participação nos motins, sua aldeia foi destruída duas vezes.

A Autoridade de Antiguidades de Israel e a Netivei Israel (Empresa Nacional de Infraestrutura e Transportes), estudam a possibilidade de preservar a antiga aldeia, como uma parte turística ao longo da nova rodovia.Com informações CBN e Live Science

GospelPrime

Voltar

Procurar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons enki22, broo_am, broo_am  © 2009 Amauri Galvão - Todos os direitos reservados.