Diplomas de padres, pastores e afins serão regulamentados pelo MEC

07-10-2010 14:48

A partir do dia 30 de setembro os padres, pastores, presbíteros, diáconos e todos os religiosos terão a oportunidade de ter seus diplomas de curso de teologia convalidados a ser diploma de curso superior.

Um primeiro vestibular acontece nesta mesma data para oficializar o processo.

A iniciativa é do deputado federal João Miguel Feu Rosa (PP) que recebeu a proposta da Associação Brasileira de Psicanálise Clinica (ABPC), que é presidida por um pastor da igreja Batista.

De acordo com pastor Batista Edson Messias Ribeiro, idealizador do projeto, cerca de 90% dos padres e pastores capixabas serão beneficiados. O pastor explica que nove mil religiosos têm curso de bacharel em teologia, mas de seminários não regulamentados pelo Ministério da Educação (MEC).

Através da medida, mediante a realização de quatro provas (duas por semestre), os padres, pastores, presbíteros, diáconos e afins, que têm curso de teologia mas não são diplomados, receberão o diploma de curso superior. A convalidação será feita pela Universidade de Iguaçu (no município de Nova Iguaçu, RJ). A universidade foi autorizada pelo MEC a convidar esses bacharéis a participar dos exames.

A universidade fez uma parceria com a ABPC e o Instituto de Educação Capixaba (IEC), e o primeiro vestibular está marcado para o dia 30 de setembro.

De acordo com o pastor Messias as provas terão custo baixo e os religiosos passarão da condição de 2º Grau para Nível Superior. Edson Messias afirma que isso não foi possível antes porque nunca foi do interesse dos seminários o reconhecimento pelo MEC.

Fonte: Rede SIM 

Voltar

Procurar no site

Foto utilizada com a permissão da Creative Commons enki22, broo_am, broo_am  © 2009 Amauri Galvão - Todos os direitos reservados.